segunda-feira, 7 de julho de 2014

O PODER DE DEUS EM NÓS!

Cada vez mais, nos esquecemos do poder de Deus em nós, e nos aprofundamos no direito de reclamar, de ficarmos parados diante dos problemas. Acreditamos que só um milagre poderá resolver a nossa vida. Esquecemos que temos a capacidade de "não criarmos problemas", que podemos ter uma vida simples, digna, verdadeira, longe dos vícios, que matam, afastados das intrigas, que só atraem o mal, libertos das paixões doentias, que só maltratam, firmes na caridade que une às pessoas, esperançosos no dia de hoje, porque plantamos o bem ontem. O poder de Deus já está nas nossas mãos! Nascemos com ele. Não precisamos de santos, nem de mártires, nem de missionários, precisamos sim, viver a missão que recebemos, ser feliz e distribuir parte dessa felicidade com quem ainda não descobriu a própria "capacidade". Sem misticismo, sem religiões, sem fanatismo, apenas usando a arma mais revolucionária e libertária, a única arma que realmente tem valor, usar e abusar do AMOR! O poder de Deus é o Amor que habita em nós, que podemos usar em qualquer situação, em qualquer momento, e deixamos de ser vinagre, para nos tornarmos o bom vinho, deixamos de ser pedintes, e nos tornamos o milagre. Passamos a ser parte de Deus e Deus, o todo, de nós mesmos. Neste momento, não importa o que você está vivendo, lembre-se de que o poder de Deus está em você, pronto para ser usado para modificações, que devem começar em você, agora, porque tudo está certo e pronto para acontecer, você tem a "Graça", use-a com firmeza, sem perguntar, sem duvidar, isto é o que é, isto na verdade, é a própria fé. Paulo Roberto Gaefke

domingo, 23 de junho de 2013

LUZ EM SI

Os mestres apenas orientam: cabe aos homens viverem e realizarem a Luz em si mesmos. Não é o portal do Invisível que se abre; é o coração do iniciado que se torna portal de Luz. É quando a rosa se abre na cruz, na Luz do despertar da consciência.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

A ALQUIMIA DO AMOR

* O ser humano é presa fácil das emoções mal-resolvidas e, por isso, facilmente perde de vista o amor. As pessoas costumam desvalorizar o amor real e, em contrapartida, passam a valorizar as emoções viscosas em seu lugar. Se o amor tem a capacidade de transformar, as emoções fazem exatamente o contrário: prendem os pensamentos nos poços da auto-culpa e jogam a auto-estima para o fundo. Pode-se dizer que a pessoa troca as energias rosadas do amor pela massa pesada e escura que carrega sem perceber. Porém, tudo tem um preço: o amor cura e limpa os resquícios emocionais, pois ele é pura transformação. Para que a espiritualidade possa auxiliar efetivamente, é preciso que a pessoa em questão esteja pré-disposta para mudar alguma coisa em suas posturas emocionais. De que adianta tentar ajudar a alguém que não quer crescer? Espantar as moscas (as energias escuras) e não fechar a ferida (as coisas mal-resolvidas) não adianta nada. No dia seguinte, novas moscas surgirão atraídas pela ferida ainda aberta e o processo deletério continuará. De que adianta combater o efeito sem anular as causas que lhe são correspondentes? Portanto, a CURA chama-se transformação! E é o amor que transforma e faz transcender os limites primários de manifestação. Esse é o motivo que leva as pessoas a temerem o amor profundo: É QUE ELE TRANSMUTA O ÓDIO EM PERDÃO E FAZ O CORAÇÃO ESPIRITUAL TORNAR-SE UM SOL. E poucas pessoas são capazes de agüentar um sol de amor brilhando em seus corações. Poucas são capazes de serem felizes aqui e agora, sem os dramas do passado atormentando o presente. E por que o instante atual é chamado de presente? É porque ele é isso mesmo: um presente. É a oportunidade de curar-se do passado e seguir em frente corajosamente para realizar os sonhos sadios na vida que chama. A vida e o momento são sempre presentes! Mas é preciso ter coragem para receber o presente limpamente. Da mesma forma, há pessoas que também são presentes da vida: aqueles que amamos e que nos amam. Mas é preciso saber reconhecer o presente e ter a coragem de recebê-lo completamente, sem nenhuma fumaça psíquica. É preciso limpar a área e deixar o coração espiritual cheio de energias rosadas para receber o presente. Amar é uma dádiva! Amar é ser um sol! Amar é estar presente! Sim, o amor é o grande mestre alquimista: só ele é capaz de transformar as sombras do passado em flores douradas, e os olhos outrora opacos em duas estrelinhas brilhando muito nos caminhos da vida que chama, aqui e agora... forever! P.S.: Jesus sempre foi um grande alquimista espiritual. E o amor sempre foi a sua pedra filosofal. E a sua tarefa sempre foi clara: TRANSFORMAR O HOMEM DE FERRO, ENFERRUJADO DE EGOÍSMO, NO HOMEM DOURADO, CÓSMICO E RADIANTE, INICIADO NA LUZ. Ele ensinou "o amai-vos uns aos outros", não por motivos religiosos, mas porque o amor transmuta e cura as dores do coração. Porque o amor é uma dádiva! (Adaptado de Wagner Borges)

quarta-feira, 9 de maio de 2012

A busca de Deus

"Quantos ficariam espantados se lhes dissessem que, através de tudo o que aspiram (o amor, as riquezas, a glória), no fundo, é Deus que eles buscam. Sim, porque, na realidade, nada nem ninguém pode lhes fazer experimentar a verdadeira alegria, o verdadeiro êxtase, a não ser Deus. De uma forma ou de outra, é sempre Ele que eles estão buscando: querem retornar à Fonte, reencontrar a vida do Paraíso onde têm a sua origem. Mas os coitados, não sendo esclarecidos, passam por caminhos lamacentos onde só chafurdam e se atolam. A partir do momento que Deus introduziu uma partícula da Sua quintessência em cada coisa e em cada ser, Ele pode ser encontrado por toda parte. Mas, dispersando-se como sempre fazem, os seres humanos “a maioria deles” só O encontrarão depois de milhões de anos. Para começarmos a encontrá-Lo desde já, devemos buscá-Lo através da pureza e da luz." Mensagem de Omraam Mikhaël Aïvanhov recebida em italiano da Edizioni Prosveta e traduzida para o português.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Reflexo Interior

.
"Tudo que você vê é reflexo do que está dentro de si. Se
chamar uma pessoa de má, é o mal em você sendo refletido nela.
Isso não tem nada a ver com ela. Bom e mau são apenas reflexos do
seu ser interior. Nunca os considere separados de você. Bons
pensamentos são fonte de boas vibrações. Se o seu ser interior
está cheio de amor, o mesmo princípio de amor se manifestará em
seu discurso e ações. Quando você tem pensamentos sagrados,
você se torna uma pessoa divina."

Sathya Sai Baba

quinta-feira, 3 de março de 2011

Ser Feliz

A receita de um encontro feliz é ser feliz quando se está só. Se você é feliz então tem alguma coisa para compartilhar. E quando você dá, você recebe. Primeiro seja feliz, seja alegre, seja festivo(a) e então você encontrará alguma outra alma festiva e haverá um encontro de duas almas dançantes e uma grande dança irá surgir disso.

terça-feira, 1 de março de 2011

O poder do Amor

A energia mais poderosa é a energia do Amor, e não há absolutamente nada que ela não consiga alcançar, porque é o poder supremo de toda a criação. Tenha fé no Amor, mesmo que não veja resultados imediatos. O Amor é a maneira de abrandar os corações mais duros, e irá vencer todas as energias negativas. Deixe que o Amor seja a Luz que te orienta e espalhe-o abundantemente sempre que possa e por toda a parte.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

MEDITAÇÃO É AMOR

.
Não subestime o poder do pensamento. O mais poderoso pensamento é a sintonia que provém da meditação.

Temos a oportunidade e o dever de oferecer nossa energia meditativa. Todo dia você pode fazer esse tipo de oferenda. Medite profundamente, então, ofereça suas vibrações espirituais para o mundo. Converta a tristeza em compaixão. Substitua o medo pelo amor. Faça uma contribuição positiva para o mundo. Não se fixe sobre o negativo ou você se tornará parte do problema.

O poder da sua meditação é uma grande oferenda. Quanto mais forte for a sua meditação, mais você poderá ajudar o mundo. A oração após a meditação é realmente uma grande oferenda. Ore ao Senhor -"Eu ofereço minha força e meu amor para aqueles que estão sofrendo”.

Transmute emoção em compaixão e torne-se um canal de cura de Deus.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

SERENIDADE SEMPRE

Todo homem sábio é sereno.
A serenidade é conquista que se consegue com esforço pessoal e passo a passo. Pequenos desafios que são superados; irritação que se faz controlada; desafios emocionais corrigidos; vontade bem direcionada; ambição freada, são experiências para a aquisição da serenidade.
Um Espírito sereno já se encontrou consigo próprio, sabendo exatamente o que deseja da vida.
A serenidade harmoniza, exteriorizando-se de forma agradável para os circunstantes. Inspira confiança, acalma e propõe afeição.
O homem sereno já venceu grande parte da luta.
Que nenhuma agressão exterior te perturbe, levando-te à irritação, ao desequilíbrio.
Mantém-te sereno em todas as realizações.
A tua paz é moeda arduamente conquistada, que não deves atirar fora por motivos irrelevantes.
Os tesouros reais, de alto valor, são aqueles de ordem íntima, que ninguém toma, jamais se perdem e sempre seguem com a pessoa.
Tua serenidade, tua gema preciosa.
Diante de quem te enganou, traindo a tua confiança, o teu ideal, ou envolvendo-te em malquerença, mantém-te sereno.
O enganador é quem deve estar inquieto, e não a sua vítima.
Nunca te permitas demonstrar que foste atingido pelo petardo da maldade alheia. No teu círculo familiar ou social sempre defrontarás com pessoas perturbadoras, confusas e agressivas.
Não te desgastes com elas, competindo nas faixas de desequilíbrio em que se fixam. Constituem teste à tua paciência e serenidade. Assim exercita-te com essas situações para, mais seguro, enfrentares os grandes testemunhos e provações do processo evolutivo, sempre, porém, com serenidade.

(Joanna de Ângelis )

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Conte as estrelas

A vida muitas vezes nos apresenta momentos realmente difíceis. Coisas que jamais esperávamos, acontece conosco.
Situações aparentemente impossíveis de solução, erguem-se a nossa frente como uma montanha. O dia-dia parece um peso difícil de carregar.
Nessas horas há apenas dois caminhos a seguir:
Se acomodar e afundar na areia movediça dos problemas, ou levantar a cabeça e tirar proveito da luta.
Certamente a segunda opção é a melhor.
Certo autor escreveu que todo o problema tem as sementes da solução.
Então, se você enfrenta momentos de escuridão, lembre-se que as estrelas continuam brilhando no céu.
Não desista, mas persevere até que a vitória aconteça.
"É mais alegre contarmos as estrelas do que as pedras do caminho".
Tenha uma atitude de fé em Deus e esperança, capaz de vencer qualquer dificuldade.
Conte as estrelas, conte as bênçãos, perceba que em você mesmo, há força extra dada por Deus, para erguê-lo e transformá-lo num verdadeiro vencedor.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Eterno Es Este Amor




Ninguém escapa do Amor. Ele opera sutilmente na casa secreta do coração. Docemente, com grande habilidade, o Amor faz sua morada silenciosa no ser.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Você tem Auto-Amor?

Falar de auto-amor não é uma tarefa fácil. Vamos tirar de nossa cabeça algumas idéias errôneas a respeito de amor por si, para ficarmos só com os verdadeiros componentes do auto-amor. Muitas vezes deixamos de fazer algo para que o outro não ache ridículo. Isso é auto-amor?

No Amor por si há elementos preciosos que se interligam num complexo sistema de integridade e inteireza que podemos chamar de dignidade humana. O auto-amor contém:

Auto - respeito: Entender que aquilo que sentimos é indiscutível, pois os sentimentos são individualizados, são frutos de uma interpretação única de uma experiência pessoal. Fala-nos sobre o reconhecimento da verdade de cada um, dos limites pessoais, do nível de consciência alcançado, do que foi vivido, do que foi experienciado.

Auto-apreciação: ser o que se é sem pretensão de ser o melhor; de ser mais; de ser diferente. Olhar-se com consideração. Ninguém é mais do que eu. Toda vez que achamos que alguém é mais importante que nós; é, porque não nos damos importância. É aprender a gostar de si mesmo, é olhar-se com a devida atenção, o que posso ser é apenas ser.

Auto-reconhecimento: Nada é errado em nós, tudo é como a natureza permite que seja. É olhar-se com olhos mais compreensivos. Compreender que nossas experiências são oportunidades de aprendizagem e de ampliação de nossa consciência. É sentir que podemos porque acreditamos que podemos e não porque alguém assim o disse.

Auto-aprovação: é reconhecer e aprovar seus limites e capacidades.

Auto - estima: apreciar-se, avaliar-se com discernimento banindo o julgamento. Pensar positivamente consciente de que tudo há uma razão de Ser. Auto estima é olhar-se com naturalidade, observar-se para crescer e não para criticar. Estar bem consigo mesmo e descobrir o prazer de SER.

Autovalorização: é recuperar a confiança em si mesmo, é ter o sentir como referencial de comportamento. Confie mais em você sem esperar que o outro diga o que tem que ser feito.

Autodomínio: é viver de si, de sua essência, sem depender de ninguém para fazer você se sentir feliz, ser feliz porque você optou e não porque alguém lhe proporcionou.

Auto-amor é conquistar-se, é viver da fonte de sua alma. Amar-se é fazer de seu mundo interior um mundo de paz onde nada e nem ninguém pode invadir. Se assumirmos a responsabilidade por nós e por nossas escolhas todas as portas se abrirão, as chaves estarão sempre em nossas mãos.

Ser feliz é possível desde que você acredite nela e em você. Recebemos da vida a medida justa do que damos para nós mesmos. Dê carinho; respeito; consideração e afeto a você mesmo para poder receber a própria energia que emana. Esteja sempre no presente e tome atitudes para ser feliz hoje sem ter que esperar que algo aconteça para ser feliz. Lembrar que é dando que se recebe é essencial. Amar a si mesmo é essencial.
(Sandra Trovo)

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

PAI NOSSO

"Pai Nosso, que habita dentro de nós, damos graças por Tua presença permanente e pela orientação continua de Tua Luz interior, inclusive naqueles momentos em que não conseguimos ver nem saber. Bendizemos esta nossa experiência, reconhecendo que onde estamos agora é uma glória conquanto nos permitiu Te manifestar dentro e através de nossas vidas.

Nós o glorificamos no santuário de nossa Luz interior enquanto damos estes últimos passos que nos fará conquistar a entrada em nosso novo mundo. Esteja conosco, hoje e sempre, que nossa consciência interior possa assumir uma maior dimensão de conhecimento e propósito enquanto transcendemos e passamos pela transição rumo a novos terrenos, que nos receberão e nos oferecerão oportunidades para fortalecer a ponte que divide o mundo físico e o espiritual.

À medida que dizemos adeus, assim fazemos com amor e gratidão e esperamos ansiosos pela criação de sentimentos espirituais no futuro, desses que duram eternamente."

sábado, 28 de agosto de 2010

DE CORAÇÃO A CORAÇÃO!

Você pode até tentar bloquear o que sente.
Porém, isso é impossível. Porque o amor viaja...
De coração a coração.
Porque há amor em seu coração. E há luz em seu olhar.
E o que se vê é uma trilha energética rosada no ar...
Que interliga duas almas no espaço por entre os planos.
Porque o coração não tem medo. E quem estraga tudo é a mente.
O amor real é uma dádiva sem igual... E que presente!
E se nasce na força do espírito, e não apenas na forma do corpo, é lindo.
Não tem idade nem é limitado pelo tamanho ou cor da carne.
Quando acontece, transforma a consciência e a vida.
O amor não vem com manual de instruções; precisa ser vivido.
Não pode ser explicado nem mensurado por outros.
E se é coisa do espírito, nada na Terra poderá eliminá-lo.
Ah, você achou que não merecia tal presente, mas não é verdade.
Porque você é mais do que pensa; e há uma trilha rosada saindo do seu coração...
E o que pode o amor fazer, senão amar?
Ah, o amor é um presente! Então, aceite-o com alegria e honra.
E se a força do espírito está nele, não há nada igual.
Ame e encontre sua força. Porque há luz em seu olhar.
E isso não tem preço! É consciência e verdade.

(Adaptado de Wagner Borges)

sábado, 24 de julho de 2010

O Amor no terceiro milênio

.
Não é apenas o avanço tecnológico que marcou o início deste milênio. As relações afetivas também estão passando por profundas transformações e revolucionando o conceito de amor. O que se busca hoje é uma relação compatível com os tempos modernos, na qual exista individualidade, respeito, alegria e prazer de estar junto, e não mais uma relação de dependência, em que um responsabiliza o outro pelo seu bem-estar. A idéia de uma pessoa ser o remédio para nossas felicidades, que nasceu com o romantismo, está fadada a desaparecer neste início do século.

O amor romântico parte da premissa de que somos uma fração e precisamos encontrar nossa outra metade para nos sentirmos completos. Muitas vezes ocorre até um processo de despersonalização que, historicamente, tem atingido mais a mulher. Ela abandona suas características para se amalgamar ao projeto masculino.

A teoria da ligação entre opostos também vem dessa raiz: o outro tem de saber fazer o que eu não sei. Se sou manso, ele deve ser agressivo, e assim por diante. Uma idéia prática de sobrevivência, e pouco romântica, por sinal. A palavra de ordem deste século é parceria. Estamos trocando o amor de necessidade pelo amor de desejo. Eu gosto e desejo a companhia, mas não preciso, o que é muito diferente. Com o avanço tecnológico, que exige mais tempo individual, as pessoas estão perdendo o pavor de ficar sozinhas, e aprendendo a conviver melhor consigo mesmas.

Elas estão começando a perceber que se sentem fração, mas são inteiras. O outro, com o qual se estabelece um elo, também se sente uma fração. Não é príncipe ou salvador de coisa alguma. É apenas um companheiro de viagem. O homem é um animal que vai mudando o mundo, e depois tem de ir se reciclando para se adaptar ao mundo que fabricou. Estamos entrando na era da individualidade, o que não tem nada a ver com egoísmo. O egoísta não tem energia própria, ele se alimenta da energia que vem do outro, seja ela financeira ou moral. A nova forma de amor, ou mais amor, tem nova feição e significado. Visa a aproximação de dois inteiros, e não a união de duas metades.

E ela só é possível para aqueles que conseguirem trabalhar sua individualidade. Quanto mais o indivíduo for competente para viver sozinho, mais preparado estará para uma boa relação afetiva. A solidão é boa, ficar sozinho não é vergonhoso. Ao contrário, dá dignidade à pessoa. As boas relações afetivas são ótimas, são muito parecidas com o ficar sozinho, ninguém exige nada de ninguém e ambos crescem. Relações de dominação e de concessões exageradas são coisas do século passado. Cada cérebro é único. Nosso modo de pensar e agir não serve de referência para avaliar ninguém.

Muitas vezes, pensamos que o outro é nossa alma gêmea e, na verdade, o que fizemos foi inventá-lo ao nosso gosto. Todas as pessoas deveriam ficar sozinhas de vez em quando para estabelecer um diálogo interno e descobrir sua força pessoal. Na solidão, o indivíduo entende que a harmonia e a paz de espírito só podem ser encontradas dentro dele mesmo, e não a partir do outro. Ao perceber isso, ele se toma menos crítico e mais compreensivo quanto às diferenças, respeitando a maneira de ser de cada um.

O amor de duas pessoas inteiras é bem mais saudável. Nesse tipo de ligação, há o aconchego, o prazer da companhia e o respeito pelo ser amado. Nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo...

"A pior solidão é aquela que se sente quando acompanhado"

(Flávio Gikovate)

quarta-feira, 21 de julho de 2010

A PAZ NASCE DO AMOR

.
Eu sei que você quer Paz. Todo Espírito quer. Estou achando, porém, que você está tentando encontrar tua Paz em lugar errado. Paz é harmonia completa consigo e em si. Sentir-se pleno, grandioso e humilde. Se é paz que você procura, então faça Paz aqui, agora. Isso de querer Paz pro futuro não existe, porque Paz vem de atitude interior, e atitude interior não se planeja nem se adia. Age-se.


Agir como se já tivesse encontrado Paz. Viva como se a Paz já estivesse em você. Sinta o que ela é. Vamos então agir! Qual o movimento exterior que te deixa tranqüilo(a), em Paz? É uma melodia suave? É barulho de água correndo no riacho? É azul celeste deste céu que nos cobre com seu manto? Vamos então ouvir uma melodia suave. Agora relaxe. Baixe a guarda, você não será atacado(a). Não tem nada que falem ou que façam, que seja capaz de tirar você deste sentimento. Respire a Paz deste teu momento.

Agora pense e entenda que tudo e todos devem ser olhados como são. Se você olhar para si mesmo(a) e para outrem imaginando ser perfeito(a), estará em guerra com sua verdade. Se teu olhar busca a imperfeição, não poderá enxergar as qualidades. Não se julgue, não se classifique nem se compare. Apenas seja você. Usufrua o que tem e descubra o prazer em cada coisa que faz.

Deus te deu o livre arbítrio. O Pai não espera nada de você, você é quem sabe o que, quando e onde. Ele não manda você ser, ter ou fazer nada. As cobranças que temos neste nosso viver não são do Pai, são da sociedade em que vivemos. Esta sim diz para você ser, ter ou fazer. Agora pense, se o Pai não lhe faz exigências, quem é esta sociedade para fazê-lo?

O mundo é o que é, tem o sabor que tem, tem o cheiro que tem, às vezes é melhor, outras vezes, pior, mas é o mundo: não brigue com ele. O mundo precisa de Amor, não de briga. E vai amando... Faça tudo por amor, nada por obrigação. E se disserem que você tem obrigação, diga que só o Amor manda em você, porque ele é um sentimento irresistível que sai do seu peito e vai conduzindo você pelos rumos da vida. O dia em que você atende a este Amor que fala no seu peito é quando você descobre a verdadeira Paz.

Então que não seja a Paz uma palavra que você simplesmente diga, nem um ideal que você persiga. A Paz é um bem que você precisa e faz acontecer.


(Adaptado de Walkyria Garcia, 19/7/2010)

domingo, 20 de junho de 2010

AMOR em AÇÃO

*
Estou aprendendo a amar,
Estou aprendendo a escutar,
Escutar com a alma.
Escutar a mensagem que se esconde
por entre as palavras corriqueiras e superficiais.
Estou aprendendo a amar.
Estou aprendendo a perdoar.
Pois o amor perdoa, lança fora as mágoas,
O amor perdoa, esquece,
extingue os traços de dor no coração.
Passo a passo
Estou aprendendo a perdoar, a amar,
Estou aprendendo a descobrir o valor
que se encontra dentro de cada vida.
Estou aprendendo a ver nas pessoas a sua alma,
e as possibilidades que Deus lhes deu.

domingo, 13 de junho de 2010

COISAS QUE A VIDA ENSINA

*
Amor não se implora, não se pede, não se espera...
Amor se vive ou não.
Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você.
Animais são anjos disfarçados, mandados a terra por Deus para mostrar ao homem o que é fidelidade.
Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz.
As pessoas que falam dos outros para você, vão falar de você para os outros.
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.
Água é um santo remédio.
Deus inventou o choro para o ser humano não explodir.
Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso.
Não existe comida ruim, existe comida mal temperada.
A criatividade caminha junto com a falta de grana.
Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.
Amigos de verdade nunca te abandonam.
O carinho é a melhor arma contra o ódio.
As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida.
Há poesia em toda a criação divina.
Deus é o maior poeta de todos os tempos.
A música é a sobremesa da vida.
Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente.
De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças acerca de suas ações.
Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves que abrem portas para uma vida melhor.
O amor... Ah, o amor...
O amor quebra barreiras, une facções, destrói preconceitos, cura doenças...
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado!

(Artur da Távola)

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Espiritualidade

Espiritualidade é um estado de consciência;
Não é doutrina, não!
É o que se leva dentro do coração.
É o discernimento em ação!

É o amor em profusão.
É a luz nas idéias e equilíbrio na senda.
É o valor consciencial da alegria na jornada.
É a valorização da vida e de todos os aprendizados.

É mais do que só viver; é sentir a vida que pulsa em todas as coisas.
É respeitar a si mesmo, para respeitar o próximo e a natureza.

É ter a plena noção de que nada acaba na morte do corpo, pois a consciência segue além, algures, na eternidade…
É saber disso – com certeza -, e não apenas crer nisso.

É viver isso – com clareza -, sem fraquejar na senda.
É ser um presente, para si mesmo, para os outros e para a própria vida. Espiritualidade é brilho nos olhos e luz nas mãos.

E isso não depende dessa ou daquela doutrina; depende apenas do próprio despertar espiritual; depende do discernimento consciencial se unir aos sentimentos legais, no equilíbrio das próprias energias, nos atos da vida.

Ah, espiritualidade é qualidade perene; não se perde nem se ganha; apenas é!
É valor interno, que descerra o olhar para o infinito… para além dos sentidos convencionais.

É janela espiritual que se abre, dentro de si mesmo, para ver a luz que está em tudo!
Espiritualidade é essa maravilha: o encontro consigo mesmo, em paz.
Espiritualidade é ser feliz, mesmo que ninguém entenda por quê.

É quando você se alegra, só pelo fato de estar vivo!
É quando o seu chacra do coração se abre igual a uma rosa, e você se sente possuído por um amor que não é condicionado a coisa alguma, mas que ama tudo.

É quando você nem sabe explicar porque ama; só sabe que ama.
Espiritualidade não depende de estar na Terra ou no Espaço; de estar solteiro ou casado; de pertencer a esse ou aquele lugar; ou de crer nisso ou naquilo.

É valor de consciência, alcançado por esforço próprio e faz o viver se tornar sadio.

Espiritualidade é apenas isso: SER FELIZ!

Autor: Wagner Borges

sexta-feira, 28 de maio de 2010

O Amor

O Amor é tão simples...
Mas teimamos em sermos adultos e complicar tudo!
Se permitíssemos que apenas nosso Coração Criança amasse, não sofreríamos por amor.
Nossa Criança trás em si a Alegria da Confiança.
Nossa Criança trás em si a Paz da Esperança.
Nossa Criança sabe estender os braços e se oferecer em doação de Amor.
Mas não... teimamos em amarmos como adultos, amarmos com a mente, com a razão...e sofremos por amor. Amor? Não!
Amor não rima com Dor.
Hoje vou despertar meu Coração Criança, estender os braços e doar Amor.
Amor Incondicional, que não questiona, não marca prazo, não julga nem pede...apenas doa!
O melhor de mim te ofereço no eterno hoje, pois é somente assim que eu quero Amar.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

No More Boleros

AMOR - O VERDADEIRO SOL DA MEIA-NOITE

.
Amar não é brincadeira.
Porque, quando se ama, tudo muda.
E os corações respiram juntos, mesmo à distância.
Sim, tudo muda quando o amor chega.
E o lugar onde o sol brilha se torna o próprio peito.
O Amor é um presente.
E quem ama, realmente, sabe.
E agradece.
Quem ama, compreende.
E, mais do que as palavras, vê além...
E lê, no olhar, o que vem do coração.
Amar é tanta coisa...
Que nem cabe numa só vida.
E atravessa o tempo.
Ah, isso não se explica, só se sente...

(de Wagner Borges, 12/05/2010)

quarta-feira, 17 de março de 2010

Encontrar o Amor

"Por que é que tantas pessoas se sentem sós? Porque criaram essa solidão nelas próprias, na sua cabeça e no seu coração. Na realidade, nunca se está só. Queixar-se de que se está só é dizer que se tem falta de amor. Mas tem-se falta de amor porque não se ama.
Quantos homens e mulheres não há que se contentam em sonhar com o amor! Eles esperam o príncipe ou a princesa das Mil e Uma Noites e então sentem-se sós: como estão à espera do amor, não o procuram neles mesmos. O amor que vós esperais nunca virá. Não deveis esperar que o amor venha, ele está dentro de vós; deixai-o sair, manifestar-se, irradiar; é a única maneira de o encontrardes verdadeiramente. "
Omraam Mikhaël Aïvanhov

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Alegria

Seu único dever é ser feliz.
Sua alma sabe a razão para você estar aqui, olhe para o seu interior.
Vou lhe dar uma dica: Alegria.
A Alegria flui vibrações da mais alta frequência através do seu sistema; ela traz conhecimento que transcende o espaço e o tempo.
A Verdadeira Alegria põe em movimento poderosas forças de amor/energia que cadenciam o entendimento imaginável do aprendizado da terceira densidade.
A Alegria cria sua própria força vida e habilita você a obter todas as respostas no seu interior.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Amor é Confiança

O quesito básico para que exista o Amor é a Confiança. Quem ama, confia...e se entrega incondicionalmente ao Amor. Ao confiar não interferimos no bem maior que o ser humano tem enquanto humano: LIBERDADE.

Se você ama uma pessoa não irá nunca tentar moldar esta pessoa em função de si mesma. E se o fizer, este estado de coisa irá durar apenas um tempo, pois não é possível mudar o Ser a nosso bel prazer. Fazer isto demonstra possessividade, que vem a ser a falta de confiança, e isso quer dizer inexistência de Amor. Encontrar o Amor é fácil, pois somos seres amorosos na essência.

Vivenciar o Amor em sua plenitude é opção, e requer saber Respeitar, Perdoar, Renunciar...mas jamais Condicionar.

Quem escolhe pautar a Vida pelo conceito "ou é do meu jeito ou não é" está fadado a passar pela Vida sem desfrutar da alegria que trás o verdadeiro Amor.