segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Alegria

Seu único dever é ser feliz.
Sua alma sabe a razão para você estar aqui, olhe para o seu interior.
Vou lhe dar uma dica: Alegria.
A Alegria flui vibrações da mais alta frequência através do seu sistema; ela traz conhecimento que transcende o espaço e o tempo.
A Verdadeira Alegria põe em movimento poderosas forças de amor/energia que cadenciam o entendimento imaginável do aprendizado da terceira densidade.
A Alegria cria sua própria força vida e habilita você a obter todas as respostas no seu interior.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Amor é Confiança

O quesito básico para que exista o Amor é a Confiança. Quem ama, confia...e se entrega incondicionalmente ao Amor. Ao confiar não interferimos no bem maior que o ser humano tem enquanto humano: LIBERDADE.

Se você ama uma pessoa não irá nunca tentar moldar esta pessoa em função de si mesma. E se o fizer, este estado de coisa irá durar apenas um tempo, pois não é possível mudar o Ser a nosso bel prazer. Fazer isto demonstra possessividade, que vem a ser a falta de confiança, e isso quer dizer inexistência de Amor. Encontrar o Amor é fácil, pois somos seres amorosos na essência.

Vivenciar o Amor em sua plenitude é opção, e requer saber Respeitar, Perdoar, Renunciar...mas jamais Condicionar.

Quem escolhe pautar a Vida pelo conceito "ou é do meu jeito ou não é" está fadado a passar pela Vida sem desfrutar da alegria que trás o verdadeiro Amor.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Sonho

A Flor do Sonho, alvíssima, divina,
Miraculosamente abriu em mim,
Como se uma magnólia de cetim
Fosse florir num muro todo em ruína.

Ó Flor que em mim nasceste sem abrolhos,
Que tem que sejam tristes os meus olhos
Se eles são tristes pelo amor de ti?! ...

Desde que em mim nasceste em noite calma,
Voou ao longe a asa da minha’alma
E nunca, nunca mais eu te esqueci...

Meus olhos hão-de olhar teus olhos tristes;
Só eles te dirão que tu existes
Dentro de mim num riso de alvorada!
E nunca se amará ninguém melhor:
Tu calando de mim o teu amor,
Sem que eu nunca do meu te diga nada!...
(Florbela)

sábado, 4 de julho de 2009

QUEM É DEUS?

*
Número um:
Deus é a energia que representa o amor. Deus é infinito em suas partes, no entanto específico em sua identidade. Se estiver faltando uma parte de Deus, então Deus não existe... Deus é a inteligência cósmica criativa do universo e você é uma parte de Deus. Você é uma parte da força criativa do universo e uma parte de tudo o que é. Pode não parecer assim para você, mas isto é realmente o que está escondido do ser humano.

Número dois: Deus é uma parceria, não uma entidade singular. Deus é espetacular em números, como uma legião de luz e é um parceiro para você. Você está aqui apenas por um tempo jogando um quebra cabeças com o qual concordou. O cerne do quebra cabeças é este: você pode descobrir quem é enquanto está aqui, porque se puder você muda a realidade do planeta. Os humanos não sabem que são divinos. Isto é o que vocês são. Vocês sentem a parceria com o criador do universo e sabem que ele flui em suas veias. É parte de seu DNA... uma parceria espetacular.

Número três: Deus é uma coleção muito grande de entidades universais, cuja energia se parece com a sua. Há mestria em seu DNA. Vocês têm as mesmas ferramentas que os maiores mestres do planeta. Sabiam disto? Lembrem-se de que eles eram humanos! O ser humano decide por si mesmo quem ele é e o quão grande ele deseja ser. Este é o quebra-cabeças diante de vocês, o de que vocês têm a habilidade de descobrir sua parte no cosmos... ou não.

Numero quatro: A forma como Deus trabalha é através da divindade do ser humano na Terra. Esta é a forma como Deus trabalha... através de você. Não há nenhuma outra forma. Vocês são pedaços de Deus que elevam a vibração do planeta através de seu trabalho no “quebra-cabeças”. Deus não desce e toca os seres humanos. Os humanos, através do livre arbítrio, abrem os portais dentro de si mesmos e permitem a luz de Deus fluir através de si. É assim que Deus trabalha…

Número cinco: Não há nenhum julgamento de Deus por suas ações enquanto estão na Terra, pois os seres humanos são totalmente responsáveis pelo que fazem. Vocês foram trazidos aqui para poderem decidir entre ir para a luz ou para a escuridão. Se escolherem ir para a escuridão, a decisão é sua. É para isso que vieram para cá, é parte do livre arbítrio. Deus não irá julgar vocês por seu livre arbítrio, pois os ama apenas por estarem em sua jornada! A própria história de um anjo, tornando-se Lúcifer, é a metáfora do poder do ser humano de desenvolver o mal. Está dentro do seu poder tornar-se luz ou escuridão. Você representa a luz mais brilhante e a escuridão mais obscura no planeta… nenhuma força externa é necessária.

Número seis: A comunicação com Deus é direta – de Ser humano para Deus. Você não precisa sentar-se em grupo para se comunicar. Você não precisa escrever sobre isto e passar para outra pessoa para que ela leia e converse com Deus. Não há fila para falar com Deus. Não há tempo certo ou errado para Deus, pois a comunicação é sempre “agora”. Abençoado é o ser humano que se conecta com a divindade, pois se ele realmente quiser descobrir o que está em seu interior, o processo começará. E aquelas belas entidades que lhe guiam vão começar a empurrar aquela porta de comunicação entre você e seu Eu Superior. Será aí então que você começará a senti-lo, e saberá que este é um espaço sagrado, sabia? É um lugar seguro.

Número sete: Ninguém na Terra precisa sofrer por Deus. Este não é o jeito de Deus. Vocês não acham que já tiveram sofrimento demais, sem Deus criando regras para que haja ainda mais sofrimento? Eu falo com aqueles que têm estado na escuridão por muito tempo e que podem estar deprimidos e infelizes. Sua saúde pode estar sofrendo ou talvez você tenha um relacionamento sem solução. Vocês precisam entender, queridos seres humanos, que o sofrimento é algo que vocês fazem muito bem, por conta própria! Não é o que Deus quer para vocês. Deus jamais pediria um ser humano para sofrer.

Número oito: Deus não requer ou deseja adoração de qualquer tipo. Abençoado é o ser humano que procura por Deus e encontra amor! Abençoado é o ser humano que toma a mão de Deus e permanece como um parceiro em igualdade! Este é aquele que terá uma vida longa e que caminha em equilíbrio. Este é aquele com mestria interior e com quem todas as pessoas querem estar.

Número nove: Vocês não precisam ir à escola para reconhecer sua própria face ou para tocar a mão de Deus, vocês tem a escola em seu interior. Nesta nova energia, há processos que lhe ajudarão a ver as novas ferramentas de sua própria consciência. Deus nem mesmo se importa se você sabe ler ou não. Deus apenas quer tocar você e desenvolver a parceria dentro de sua própria mestria interior. Mas, quando você tiver aberto aquela porta e quiser saber mais, haverá seu mestre interior que despertará conhecimentos e ferramentas que estão prontas para lhe ajudar a ver de forma interdimensional.

Número dez: O melhor cidadão é aquele que encontra compaixão em sua vida. O cidadão compassivo é aquele que fará a diferença para sua liderança e por seu país. Você pode imaginar uma Terra onde todas as lideranças são compassivas? Você pode imaginar uma Terra onde os humanos importam-se uns com os outros, não importando onde vivam? Este é o plano! E não é o plano de Deus - é o seu plano! Vocês decidiram que na Terra haverá compaixão e compreensão de um país para outro. Compaixão por Gaia (Mãe Terra) e compaixão pelo meio ambiente. Vocês estão posicionados em um lugar sem nenhum outro paralelo na história, pois representam um movimento mundial de almas que estão despertando e criando uma mudança vibracional na Terra... que resultará em uma mudança enorme. É o início de uma era iluminada onde lentamente a Terra move-se em direção à paz. Isto não apenas é possível, mas está acontecendo. Os Maias mostraram-lhes isto e também os chineses antigos!

Confie que há muitas coisas bonitas acontecendo no planeta. Elas não são repassadas por que não se reporta boas notícias. Elas representam a compaixão da humanidade, mas isto não é muito interessante para aqueles que pedem pelo drama. Sejam pacientes e suportem esta batalha entre a luz e a escuridão.

Número onze: O que Deus realmente quer é que você, por conta própria, veja quem você realmente é. Bravura e coragem – é isto que é necessário, pois esta crença em particular irá te mudar para sempre. De fato, haverá pessoas que observarão sua mudança. De fato haverá pessoas que não irão gostar. Estas são aquelas que não gostam de nenhuma mudança, pois dependem de que você permaneça sem o seu poder. Será que elas não são as que você não precisa em sua vida? Isto é livre arbítrio. Tudo gira ao redor disto. Tudo.

(Composição by Tália: Kryon; Lee Carrol. Tudo sobre Deus. Moscou: 20 maio 2007)

domingo, 28 de junho de 2009

A Fé Ética é o Amor

A Fé Ética é o Amor. Mas é um dever ético proteger a racionalidade no coração do amor. A relação amor/racionalidade deve ser um Yin Yang, um sempre ligado ao outro e sempre contendo em si o outro no seu estado original. Esse amor nos ensina a resistir à crueldade do mundo, a aceitar/recusar esse mundo.

Amor é também coragem. Ele nos permite viver na incerteza e na inquietude. É remédio para a angustia, resposta para a morte e consolo. É o doutor Love que pode salvar Mister Hyde. Paracelso dizia: “toda medicina é amor”. Digamos também e sobretudo: “Todo amor é medicina”.

O médico Amor diz-nos: ame para viver, viva para amar. Ame o frágil e o perecível, pois o mais precioso, o melhor, inclusive a consciência, a beleza, a alma, são frágeis e perecíveis.
(Edgar Morin)

sexta-feira, 12 de junho de 2009

A MAGIA DO AMOR

'

De repente... Aquela sensação de solidão. Parece que está faltando alguma coisa; uma energia nova ou um impulso para restabelecer a vontade de viver. Saiu de um relacionamento sofrido, o tempo passou e você deseja encontrar alguém especial. Ou está sozinho há muito tempo e deseja amar e ser amado.

Algumas vezes, o Amor acontece de forma mágica e súbita. Sua vida muda da água para o vinho. O coração dispara quando encontra o ser amado. As mãos suam e o corpo treme. Aquela vontade de viver reaparece. Como se uma fada madrinha tocasse sua vida com a varinha de condão do amor. Como se o Cupido invadisse seu dia-a-dia rotineiro e dissesse: "Chegou o Amor! Seja feliz!.

Alguém diz: "Estou amando de novo! Não quero mais sofrer nem me decepcionar!". Amar e ser amado é garantia de felicidade perene? Não. Passaporte para o fim dos problemas? Não. Dizem que, quando começamos a amar, também começamos a sofrer. Pode ser... No entanto, podemos evitar decepções no amor se cultivarmos o autoconhecimento.

Um homem inseguro e egoísta dificilmente será feliz no amor. O Amor é um estado de espírito! Você precisa estar integrado ao Amor de corpo e alma! Significa estar mais solidário, paciente e tolerante. Ver o outro com os olhos da compreensão e do otimismo. Sair do ego e ter uma vida mais participativa e alegre. A alegria sincera atrai o Amor! Alegria íntima moldada na maturidade daquele que muito sofreu, mas aprendeu!

Você pode evitar decepções no amor se estiver com os pés fincados na realidade. Não existem príncipes encantados. Não existe a Amélia, mulher perfeita. Se você procura uma muleta para curar seus problemas de insegurança e baixa auto-estima, seu caso de amor estará fadado ao fracasso. Isto não é desejar amar, mas desejar alguém que resolva todos os seus problemas. O outro é imperfeito como você. E aí!?

Comparações no amor? Se já viveu um relacionamento sofrido, não compare a experiência dolorosa com a atual: "Viu? Não disse? Meu namorado é egoísta que nem o ex. Sou mesmo fadada ao sofrimento! - diz a moça desiludida. Parou para pensar porque só atrai homens egoístas ou prepotentes? É sua vida interior mental e emocional que atrai pessoas e acontecimentos.

Se a ferida do relacionamento passado ainda arde, não parta logo para um novo amor. Primeiramente, comece uma história de amor consigo mesmo. Amar a si próprio com seus defeitos e qualidades. Fazer um trabalho de auto-aprimoramento. Aprimorando as qualidades, você estará com maior preparo para amar e ser amado.

Algumas pessoas têm muita dificuldade de serem amadas. Não se sentem merecedoras. Quando aparece alguém que as ama, ficam confusas e inseguras: "Ah, não mereço Fulano. Ele é bom demais, muito carinhoso. Isso é muito esquisito!". Se você acha que não merece a felicidade, não está preparado para um amor verdadeiro. Se for rígido demais consigo mesmo, será inflexível com a pessoa amada. Se tiver uma vida irregular, emoções instáveis, certamente atrairá um amor complicado.

De repente, alguém me diz: "Puxa, eu me sentia tão bem, tão feliz, até que apareceu aquela pessoa complicada. Virou minha vida de cabeça para baixo. Não queria amar e estou amando uma pessoa difícil, intolerante. E agora?". Bem, agora a escolha é sua. Vale a pena investir neste relacionamento? Há uma troca entre vocês dois? Apesar dos inúmeros sofrimentos, o saldo ainda é positivo? Então lute, e vocês conseguirão vencer os obstáculos deste relacionamento.
O ser humano ainda não sabe amar sem tanto apego e posse. Os problemas começam quando o sentimento de Amor nada mais é do que o desejo de mudar e controlar o outro. Mesmo assim, aos poucos, com as experiências dolorosas de amores anteriores, aprendemos a viver a doce magia do Amor. Sem tanto egoísmo e apego.

Nascemos para Amar e sermos amados. Para que você esteja preparado para a Magia do Amor, é preciso que se ame muito, muito mesmo! Depois, ame o outro, os seus pais, os parentes, amigos, seu bichinho de estimação, seu planeta, enfim, ame muito! O Amor expandirá sua Aura e fará com que ela fique carismática e positiva. Se você vai sofrer por Amor? Provavelmente sim. No entanto, mesmo com algumas nuances de sofrimento ou decepções, viverá as delícias de um amor correspondido. Vale a pena fortalecer sua Esperança de encontrar o Amor. Sempre valerá a pena!

Sandra Cecília (Psicóloga Clínica)

domingo, 31 de maio de 2009

Salvando o Amor

Estamos sempre tão desejosos de receber amor, de dar certo em nossos relacionamentos que quase sempre deixamos de observar nossa conduta. Parece que quanto mais focamos nossa atenção num ponto importante em nossas vidas, perdemos a faculdade de abstrair, de ver outros lados da questão. Olhamos tanto para uma questão que não relaxamos, não deixamos as coisas fluírem, temos pressa...

Por que buscar de forma tão descontrolada a felicidade nas relações como se a convivência com um ser amado fosse o fim e não um caminho a ser percorrido a dois?

Grande parte das pessoas quer o resultado final e não a oportunidade de ir aprofundando-se a cada dia em si mesmo de forma mais feliz. Querem o amor que o mundo pode conferir através do parceiro escolhido, no entanto, esquecem de dar a si mesmos amor, paciência, compreensão.

Aceitar a derrota em algumas situações é fundamental para encontrar a paz de espírito e o amor pessoal. Nem tudo depende de nós. Numa relação a dois a felicidade depende dos dois, da boa vontade do casal. Uma pessoa só não faz a relação dar certo. Claro que precisamos entender o outro, respeitar o momento do outro, dar apoio quando necessário, no entanto, não podemos o tempo todo passar por cima daquilo que acreditamos. Nossa personalidade deve se moldar ao encontro amoroso, mas não deve desaparecer.

Devemos nos lembrar que sem nos amar profundamente, sem nos respeitar, nunca seremos respeitados e amados por aqueles que estão no nosso caminho.

Maria Silvia Orlovas (Somostodosum)

quinta-feira, 7 de maio de 2009

O AMOR SUPERA A MORTE

Um “presente de Amor” às Mães que crêem que perderam seus filhos para a Morte. Primeiro, que a morte não existe, é uma ilusão da materialidade. O corpo fica, mas o espírito continua vivendo no plano astral. Já está em tempo de a humanidade deixar de temer a morte e compreender que ela é uma parte essencial do processo criativo. Devem liberar muitos dos seus antigos tabus e idéias "fixas" acerca da morte e da vida futura, e chegar à conclusão de que a vida que estão experienciando agora é apenas um "momento" no tempo universal. Em cada ser humano contém a "Essência", a Energia de Amor/Luz da Criação, ou uma Centelha do Divino.

Existe consciência após a morte? Uma pesquisa de quase morte feita em dez hospitais da Holanda, pelo dr. Sam Parnia e o dr. Peter Fenwick observou mil e quinhentas pessoas em seu leito de morte. Destas, noventa por cento sofreram ataques cardíacos e dez por cento, foram vítimas de acidentes. Foram constatadas mortas, pois o coração, a respiração e os impulsos cerebrais haviam parado. Dez por cento destes pacientes, que puderam ser ressuscitados, tiveram certas experiências no tempo em que estavam mortos. Como exemplo, relataram que podiam ver e ouvir o que estava acontecendo na sala onde estavam. Alguns pacientes reconheceram pessoas que ajudaram na sua ressurreição. Outros se lembram das conversas entre os médicos. Eles enxergavam o que os médicos faziam para trazê-los de volta à vida. Alguns pacientes experimentavam inclusive ver e ouvir coisas em outros lugares do hospital. Um deles, relatou que foi até o recinto ao lado e conversou com uma mulher que também estava clinicamente morta. Um relato impressionante foi que enquanto do lado de dentro os médicos trabalhavam pra ressuscitar um homem, este jura que foi passear, viu um conhecido no parque, o que foi confirmado depois pelo próprio.
Neste mesmo passeio o paciente testemunhou um atropelamento na rua. O atropelado e o paciente chegaram até a conversar. O atropelado sumiu em uma luz, o paciente sentiu uma forte atração para voltar para o hospital. Os pesquisadores checaram a história na delegacia. O atropelamento aconteceu exatamente como ele falou. (http://an.locaweb.com.br/Webindependente/ciencia/posmorte.htm)

A história de Helena Lapenda é um exemplo vivo da sobrevivência do ser humano em face da “morte”. Esse vídeo trata-se do Programa Encontro Marcado, apresentado por Luiz Gasparetto, onde entrevista Helena Lapenda que mostra evidências da vida após a morte. Miguel, filho de Helena, psicografa uma carta aos familiares, após 10 dias do seu desencarne, no Centro Espírita: "Perseverança" através do Médium: Marcus Vinícius Almeida Ferreira (Quito) Maria Helena M. Lapenda, fala também de uma obra psicografada que narra o falecimento e a trajetória, no novo plano de vida, do jovem Miguel Luiz Lapenda, assassinado aos 20 anos de idade, em setembro de 2000, vítima de assalto.


terça-feira, 28 de abril de 2009

Cesar Espinoza - Unchained Melody



Cesar Espinoza é nascido em Otavalo-Ecuador. Foi para os Estados Unidos em 1996 e mora em Seattle, Washington, Estados Unidos. É um músico que toca Violão, Flauta e Quena. Seu repertório musical abrange mais a música tradicional andina, com flauta, mas executa também música moderna. Quena é um instrumento de sopro, mais difundido no Peru. É feito com tubo de bambu, madeira, osso ou plástico com um segmento biselado, que constitui a embocadura. Possui 5 ou 6 pequenos orifícios de digitação com os quais são compostas as variações de som produzido pelo sopro do executante. O músico está no myspace.com.

(Esta maravilha foi um presente que recebi do meu querido amigo Paulo)

segunda-feira, 20 de abril de 2009

VOANDO COM OS SÁBIOS NAS ASAS DE UM GRANDE AMOR

.
Quando o Amor chama, tudo acontece.
Surgem uma flor de lótus no coração e estrelas nos olhos.
E tudo muda... Pois a Luz transforma o Ser.

Há uma profundidade que silencia a rasura do ego.
Há algo maior dentro de cada Ser.
Não pode ser explicado; é uma Luz, uma Luz, uma Luz...

O Amor real é uma dádiva; não machuca nem adoece o Ser.
Jamais se exaspera; sempre perdoa; é estado de consciência.
Os sábios espirituais o conhecem bem; são seus discípulos.

Os néscios o desconhecem, pois são discípulos das emoções fugazes.
Na verdade, eles têm medo da profundidade e da entrega de alma.
Por isso, machucam aos outros e, também, a si mesmos, com as garras do ego.

Alguns parecem feras violentas, prontos para bater ou gritar.
E nem percebem que o Amor não suporta rasura nem medo.
Ah, os que batem são fracos de espírito!

O Amor real não sufoca nem suja a jornada afetiva com aflições.
E, quando ele surge, a aura do Ser resplandece muito.
E um novo brilho ilumina a jornada e evidencia a dádiva recebida.

Se há Amor mesmo, as trevas se afastam, pois a Luz é intensa.
E Seres luminosos vêm reverenciar o lótus aberto no coração.
Eles vêem o Céu tomando forma no Ser feliz.

Há uma profundidade que não se explica; há uma Luz imperecível.. .
Tudo brilhando no coração do Ser; e que palavras podem descrever isso?
Não, não é possível qualquer descrição. Só é possível amar e sentir...

E quem sente, sabe. O sol em seu coração não deixa dúvidas.
Quem ama, compreende. O ego não suporta a profundidade do Amor.
As trevas não suportam a Luz; e o Amor chama a Luz...

Quem foge do Amor real, foge de si mesmo. Então, impera a rasura.
Porém, se há profundidade, há entrega real; porque o Amor chama a Luz...
Assim como a Luz chama o Amor... Tornando-se um só!

E quem sabe disso, agradece e se admira, e reconhece a dádiva.
Quem sente esse Amor, se encanta com a vida... Pois vê a Luz em tudo.
E, assim como os sábios espirituais, torna-se também discípulo dessa Grandeza.

Essa é a riqueza das riquezas; o sutil e o profundo feito gente!
O Ser tornando-se Om, Tao, Axé, Amém, e tudo de bom...
Essa é a Grandeza das grandezas... E quem ama realmente, sabe.

Ah, e os sábios estão nessa! Eles amam muito, em silêncio.
O Amor transformou-os, para sempre. Por isso, eles brilham tanto.
E eles ensinam que, "sem amor real, ninguém segue..."

(Wagner Borges. São Paulo, 14 de abril de 2009)

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

APAIXONE-SE

AMOR VERDADEIRO

23 de Fev de 2009
Amor verdadeiro é um desejo que todos os humanos tem. Mas, muitos, hoje, se fecham uma vez que tenham experenciado qualquer dor e eles decidem que a dor não vale a pena. Estar disposto a sentir a dor é o que permite o amor verdadeiro ser possível na experiência humana. O medo bloqueia todo o amor de fluir, mas você é amor, e isto sempre será verdade, então ele sempre estará lá esperando. A decisão é sua de quanto tempo mais escolherá permanecer fechada... pensando que está evitando a dor. Desejar soltar o medo, permitir que o amor na sua forma mais superior flua através e para você é a marca de uma consciência amorosa muito aberta.

Os sonhos se tornam verdade para aqueles que verdadeiramente acreditam nos seus sonhos, que se movem adiante e agem em direção aos seus sonhos independentemente do resultado que possa ocorrer. É o sonho... não o destino que importa! E apenas você conhece sua própria verdade. O que acontece quando você e também
outros acreditam que precisam seguir o que a sociedade chama de regras da
vida... “como as coisas devem ser” ... “o que é a beleza verdadeira” ... baseado em preconceito e controle de poder. Pergunte a si porque você acreditaria que alguma coisa ou alguém é menos bonito que outro? Porque o outro seria mais inteligente? O que poderia possivelmente ser menor... quando TODOS foram criados por Deus? E todos são parte de Deus!

Você precisa aprender a rir mais de você, e se dar conta que tudo é aprendizado. E você não pode aprender bem se não pode rir da experiência algumas vezes! É o seu coração que deve falar mais alto e deixar de lado os pensamentos negativos daquilo que outros dizem ou do que você vê ou lê, que a levam longe da sua verdade. Ouça seu coração e flua a partir dele... viva a partir da verdade do seu coração e conhecerá sua Alegria!

Alegria é o destino final nesta vida. Isto é o porquê veio – para encontrar sua Alegria! Saiba que uma vez que encontre sua alegria, você encontrará seu amor interior e isso irá lhe conectar de volta ao seu eu verdadeiro. Esta é a jornada para o Amor... através da
alegria. Você pode fazer isto mais engraçado se escolher ver como um caminho para casa... e rir em vez de chorar através dos seus desafios. A risada cura tudo, e a melhor mensagem que podemos lhe dar hoje... apenas ria e se divirta com tudo o que
fizer.. .e saiba que é esta alegria que está faltando na sua vida hoje. Aprenda a depender de você... você é forte. Libere as paredes de medo, absolva-se de todas as experiências que bloqueiam o amor, e abra a porta do seu coração. Pois o amor verdadeiro é o Ouro feito do éter... a alquimia do Amor. Ele a ouvirá e virá à você!

Seja forte, sempre são os da sua natureza, os românticos, que abrem o caminho para muitos que podem ter perdido a parte deles mesmos que acredita no amor maior... o verdadeiro Amor. A evolução da humanidade é através da vontade de ver além do que está na frente... isto está mudando. Ser parte da mudança é desejar ter a coragem de se mover adiante com seus sonhos. Escolha com sabedoria, pois todos que escolherem este sonho do amor verdadeiro irão pavimentar o caminho para a “nova” realidade baseada no Amor Divino em todas as suas formas variadas. Então todos conhecerão grande alegria!
(Sol´Ara Na)

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

AMAR É INEVITÁVEL

Amar é uma viagem a ser feita com alguém, na qual, ao mesmo tempo em que desfrutamos essa entrega, desvendamos os mistérios que ela nos apresenta a cada momento. O amor é uma força que nos leva a enfrentar todos os nossos medos, criados desde as primeiras experiências dolorosas de aproximação.


Nos torna corajosos e ousados, prontos a desafiar o tédio e o comodismo, a enfrentar o cotidiano, sem deixá-lo se transformar em rotina. Ele faz nos sentirmos aprendizes, concedendo-nos a suprema compreensão de que, quando somos movidos pelo impulso do amor, realizamos algo.

No amor, não estamos nos submetendo ao outro, mas sim obedecendo às ordens do sábio que existe dentro de nossos corações. O amor nos dá coragem para enfrentar todas as mensagens negativas ouvidas na infância, do tipo "homem não presta" e "mulher só dá trabalho", que poluem nossos pensamentos.

É um sentimento que nos proporciona a sensação de gratidão para com a existência; um sentimento de ser abençoado pela dádiva divina. Em retribuição, somos levados a cuidar desse amor. Por isso, não podemos exigir a perfeição do ser amado, pois, como dizia o filósofo grego Aristóteles: "O amor é o sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição".

O amor é muito mais que o encontro de dois corpos, muito mais que a união entre duas pessoas. É a própria consciência da existência: a crença nas forças divinas, que cuidam de todo o universo e que nos levam um ao outro, com a mesma fluidez com que aproximam uma nuvem de uma montanha, que nos proporcionam é uma força sobre-humana que dão energia ao vento, ao mar e à chuva e que nos tornam grandes como pinheiros gigantescos.

No amor, seguimos um caminho realizando uma história, cujo final, apesar de todo o nosso conhecimento, só vamos saber quando a completarmos. A única certeza que temos é a de que o amor é uma condição inerente ao ser humano. Assim como a flor emana seu perfume, o homem naturalmente exala o amor.Isso é tão inevitável quanto é impossível proibir a terra molhada de desprender seu cheiro.

Roberto Shinyashiki

domingo, 8 de fevereiro de 2009

AMOR INCONDICIONAL É UM ESTADO DE SER

Gloria Wendroff em 24 de janeiro de 2009

Tantas coisas foram ditas no mundo a respeito do amor incondicional, que ele acabou se tornando uma terminologia, uma causa, um esforço, e às vezes, um fingimento. Quando alcanças este estado chamado amor incondicional, simplesmente não pensas nele. Amar não é como aprender uma coisa e depois aplicá-la. Amar incondicionalmente não significa que não vês certas condições, também não quer dizer que as evitas. Não significa enganar a ti mesmo.

É bom ter a intenção de amar apesar de qualquer coisa, mas abandona o conceito de amor como um mandamento. O amor não é uma ação, é um estado de Ser, é um estado natural. Tem que ser um estado natural, senão será forçado ou será um fingimento.

Dizer a alguém que ele tem que amar incondicionalmente é como dizer a uma pessoa que está sentada no primeiro degrau de uma escada que ela tem que pular instantaneamente para o degrau do topo. Quando ela estiver no último degrau da escada, nada precisará ser dito a respeito disto.

Os Grandes Seres Espirituais não assumiram características, não havia razão para isto. Eles simplesmente foram quem eram. Eles não tinham nenhum sentido de conquista. Não houve nenhum esforço, eles não se avaliavam nem desejavam ser todo-amorosos. Eles eram todo-amorosos. O desejo deles era servir a Deus. Era para isso que a atenção deles se dirigia. Eles não estavam tentando ser alguma coisa, eles eram alguma coisa. O amor, na sua forma mais pura, era o que eles tinham para dar, e eles deram-no.

Eles não adotaram um estilo de amar, do mesmo modo que não adotaram um estilo de caminhar.Eles não cultivaram uma imagem de si mesmos. Não tinham uma lista de atributos para seguir. Seguiam a Deus. Eles nunca se esforçavam para encontrar a si mesmos, encontravam a si mesmos em Deus.

Tu já estás crescendo em direção ao amor puro. Estás irradiando mais luz a cada dia. Compreendo que não percebas isto. É imperceptível para ti. Sabe que só podes crescer, querido; estás na Terra para crescer. Então estás crescendo e estás crescendo bastante!

Tradução: Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br