sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Eterno Es Este Amor




Ninguém escapa do Amor. Ele opera sutilmente na casa secreta do coração. Docemente, com grande habilidade, o Amor faz sua morada silenciosa no ser.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Você tem Auto-Amor?

Falar de auto-amor não é uma tarefa fácil. Vamos tirar de nossa cabeça algumas idéias errôneas a respeito de amor por si, para ficarmos só com os verdadeiros componentes do auto-amor. Muitas vezes deixamos de fazer algo para que o outro não ache ridículo. Isso é auto-amor?

No Amor por si há elementos preciosos que se interligam num complexo sistema de integridade e inteireza que podemos chamar de dignidade humana. O auto-amor contém:

Auto - respeito: Entender que aquilo que sentimos é indiscutível, pois os sentimentos são individualizados, são frutos de uma interpretação única de uma experiência pessoal. Fala-nos sobre o reconhecimento da verdade de cada um, dos limites pessoais, do nível de consciência alcançado, do que foi vivido, do que foi experienciado.

Auto-apreciação: ser o que se é sem pretensão de ser o melhor; de ser mais; de ser diferente. Olhar-se com consideração. Ninguém é mais do que eu. Toda vez que achamos que alguém é mais importante que nós; é, porque não nos damos importância. É aprender a gostar de si mesmo, é olhar-se com a devida atenção, o que posso ser é apenas ser.

Auto-reconhecimento: Nada é errado em nós, tudo é como a natureza permite que seja. É olhar-se com olhos mais compreensivos. Compreender que nossas experiências são oportunidades de aprendizagem e de ampliação de nossa consciência. É sentir que podemos porque acreditamos que podemos e não porque alguém assim o disse.

Auto-aprovação: é reconhecer e aprovar seus limites e capacidades.

Auto - estima: apreciar-se, avaliar-se com discernimento banindo o julgamento. Pensar positivamente consciente de que tudo há uma razão de Ser. Auto estima é olhar-se com naturalidade, observar-se para crescer e não para criticar. Estar bem consigo mesmo e descobrir o prazer de SER.

Autovalorização: é recuperar a confiança em si mesmo, é ter o sentir como referencial de comportamento. Confie mais em você sem esperar que o outro diga o que tem que ser feito.

Autodomínio: é viver de si, de sua essência, sem depender de ninguém para fazer você se sentir feliz, ser feliz porque você optou e não porque alguém lhe proporcionou.

Auto-amor é conquistar-se, é viver da fonte de sua alma. Amar-se é fazer de seu mundo interior um mundo de paz onde nada e nem ninguém pode invadir. Se assumirmos a responsabilidade por nós e por nossas escolhas todas as portas se abrirão, as chaves estarão sempre em nossas mãos.

Ser feliz é possível desde que você acredite nela e em você. Recebemos da vida a medida justa do que damos para nós mesmos. Dê carinho; respeito; consideração e afeto a você mesmo para poder receber a própria energia que emana. Esteja sempre no presente e tome atitudes para ser feliz hoje sem ter que esperar que algo aconteça para ser feliz. Lembrar que é dando que se recebe é essencial. Amar a si mesmo é essencial.
(Sandra Trovo)

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

PAI NOSSO

"Pai Nosso, que habita dentro de nós, damos graças por Tua presença permanente e pela orientação continua de Tua Luz interior, inclusive naqueles momentos em que não conseguimos ver nem saber. Bendizemos esta nossa experiência, reconhecendo que onde estamos agora é uma glória conquanto nos permitiu Te manifestar dentro e através de nossas vidas.

Nós o glorificamos no santuário de nossa Luz interior enquanto damos estes últimos passos que nos fará conquistar a entrada em nosso novo mundo. Esteja conosco, hoje e sempre, que nossa consciência interior possa assumir uma maior dimensão de conhecimento e propósito enquanto transcendemos e passamos pela transição rumo a novos terrenos, que nos receberão e nos oferecerão oportunidades para fortalecer a ponte que divide o mundo físico e o espiritual.

À medida que dizemos adeus, assim fazemos com amor e gratidão e esperamos ansiosos pela criação de sentimentos espirituais no futuro, desses que duram eternamente."